Na intenção de construir a oficina de hortas comunitárias e garantir alternativas de produção para trabalhadores do campo, a equipe de articulação do projeto Fortalecendo experiências de Economia Solidária em Santa Catarina na região de Lages visitou o assentamento 17 de abril na cidade de Campo Belo do Sul.

No assentamento, as famílias são divididas em quatro núcleos e dividem os trabalhos. Durante a visita de acompanhamento no início de maio (04) foram apresentadas as atividades do projeto como cursos de viabilidade econômica e hortas comunitárias, esse último, a ser realizado em dezembro na cidade de Lages.

Os núcleos trabalham com produção familiar de feijão, mandioca, milho, abobora, etc., em pequenas quantidades e por isso a importância de organizar e diversificar a forma de produção. Além disso, a demanda por produção agroecológica no município é boa e desperta interesse do grupo como afirma Simone, integrante do assentamento: “Na nossa cidade tem pouca produção de agroecologia, gostamos muito da proposta da oficina de hortas comunitárias esse projeto é muito bom.”

“Queremos produzir alimentos para o nosso sustento e para o sustento do outro. E vamos estar cuidando do meio ambiente e queremos ter um meio sustentável e justo de produção.”  Aldemir e Marcos

Diante dos depoimentos é nítido o interesse do assentamento em participar do projeto e aprimorar a produção, comercialização afirmando que outra forma de fazer economia é possível e necessária.

 

Por: Camila Moraes de Oliveira, assistente social e articuladora local em Lages.