No último dia 03 aconteceu em Florianópolis a oficina com catadores de material reciclado que reuniu 17 catadores da região. A atividade contou com a assessoria de Júlio Silva e Dorival Rodriguez dos Santos, ambos representantes do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis. Os assessores destacaram a importância e a riqueza do trabalho dos catadores com a vida e o meio ambiente ressaltando os desafios, as conquistas e a importância da organização dos catadores em um movimento nacional.

A oficina teve um resultado bastante positivo visto a motivação e o interesse dos catadores em participar dos espaços de organização, especialmente os trabalhadores individuais. A oficina resultou no interesse de duas cooperativas, uma de Biguaçú e outra da Costeira do Pirajubaé, em Florianópolis, no acompanhamento realizado pela articuladora local do projeto FORTEES.

Para Paulo, é muito bom ver que o trabalho é sério, pois existem catadores organizados em âmbito nacional. Gostei de conhecer o pessoal e partilhar idéias. Pensar nas nossas dificuldades e encontrar soluções é muito bom afirma o catador de Biguaçú.

Foi um momento muito rico e importante. Saio com o sentimento de que é necessário organizar mais encontros como esse para troca de experiências e também como fortalecimento do movimento dos catadores avalia Fernando Batista, coordenador da Ação Social Arquidiocesana de Florianópolis.

Por Adriana Ruiz Diaz, articuladora local na região de Florianópolis