“O essencial é invisível aos olhos” (O pequeno príncipe”)

Movidos por outra lógica de produção, comercialização, venda e troca, baseados nos princípios da solidariedade, autogestão, cooperação, sustentabilidade econômica e ambiental, integrantes de 14 Empreendimentos de Economia Solidária (EES) da Região de Chapecó, estudaram seus “Planos de Marketing”, na 5ª Etapa do Curso de Gestão e Viabilidade Econômica. Ao todo 20 pessoas participaram da etapa, que ocorreu no dia 10 de julho, no Centro Diocesano de Formação, em Chapecó.

Grupo encena comercialização enquanto participantes apontam pontos para melhoria.

O curso é oferecido pelo Projeto Fortalecendo Experiências de Economia Solidária em Santa Catarina (FORTEES) realizado pela Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina em parceria com a Ação Social Diocesana, com Patrocínio do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania da Petrobras e tem como objetivo qualificar os Empreendimentos de Economia Solidária aprimorando a gestão e a viabilidade econômica para o aumento na renda gerada.

Com a colaboração de Fernando Zamban, membro da equipe de coordenação do projeto, a etapa instigou os participantes a refletirem sobre suas práticas de apresentação dos produtos baseados em 4 P’s (Produto, Preço, Praça e Promoção), e 4 C’s (Consumidor, Custo, Conveniência para comprar e Comunicação). A partir das reflexões feitas, os participantes chegaram à conclusão de que seus produtos não são simples produtos e sim, são sinais de um outro mundo possível, com um novo modelo de economia, e carregam toda a doação, a dedicação, a força de vontade e o projeto de vida das pessoas que o produzem.

Com dinâmicas envolventes, criativas e descontraídas, os participantes partilharam como o tema dessa etapa aparece no cotidiano dos seus EES. Para Antonia Ogliari Talgatti, representante de um EES, esta etapa, bem como o curso até aqui, “as reflexões contribuíram no processo de pensar o movimento da Economia Solidária, fazem rever os conceitos, o que pouco se consegue fazer no dia-a-dia dos empreendimentos”. A próxima e última etapa do curso será realizada em outubro desse ano, até lá os empreendimentos continuam recebendo as visitas e acompanhamento do articulador e elaborando seus Planos de Negócios.

Por Tiago Arcego, articulador local na região de Chapecó.