b9a776fd-fe9e-41d1-ab4c-bab1122766eb

Você sabia que no Brasil a educação pública é um direito de todas as pessoas – inclusive aquelas que se encontram em situação de imigração ou refúgio? Todos os imigrantes, independentemente do seu país de origem, têm seu acesso a educação básica e superior garantidos pela Lei de Migração (13.446/2017) Entretanto, muitos deixam de ingressar nas nossas universidades e institutos técnicos porque desconhecem o funcionamento dessas instituições, bem como suas formas de ingresso.

70ca21ab-22a9-40b5-9c98-569875f67b5e

Pensando nisso, a Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina e o Serviço Pastoral do Migrante convidaram a equipe do Projeto Integrar para uma roda de conversa na última quinta-feira, dia 01 de agosto. A conversa aconteceu no Instituto Arco Íris de Direitos Humanos e contou com a presença de mais de 50 pessoas. Quem estava presente foi apresentado às diferentes instituições públicas de ensino superior e técnico da região – UFSC, UDESC e IFSC – e pode se informar sobre as principais formas de ingresso de cada uma delas. Além disso, o pessoal do Integrar também falou sobre as bolsas em universiades privadas e as políticas de permanência nas universidades federais.

O público, composto principalmente por imigrantes haitianos e venezuelanos, também pode tirar suas dúvidas sobre validação de diplomas, escutar o relato de estudantes imigrantes que estão inseridos no ensino superior público brasileiro e conhecer as inicitivas da universidade voltadas para a comunidade em feral. Ao final do evento, o Integrar disponibilizou fichas de inscrição para aqueles que tinham interesse em iniciar o cursinho popular preparatório para o vestibular.

Foram muitas informações em uma noite só, por isso nós disponibilizamos AQUI a apresentação preparada pelas voluntárias do Integrar. Nela você encontra muitos dados relevantes e uma série de links úteis que podem te auxiliar no plenajamento de sua entrada no ensino superior.
UniversidadeAgradecemos a todos os presentes, especialmente às expositoras que reservaram parte do seu tempo para compartilhar seu conhecimento com os/as imigrantes e refugiados. Assim como o Integrar, nós defendemos a educação pública, acessível e de qualidade para todos e todas como uma ferramente essencial de democratização e promoção de uma sociedade mais justa.