O município de Nova Veneza, a 20 quilômetros de Criciúma, recebeu nos 24 e 25 de abril o Intercâmbio Regional de Economia Solidária, que teve como objetivo “apoiar e fomentar a comercialização de produtos da economia solidária, manter a articulação com os Fóruns de Economia Solidária e a inclusão dos Empreendimentos em redes e cadeias”. Participaram representantes dos grupos acompanhados pelo projeto Fortalecendo Experiências de Economia Solidária (FORTEES) das regiões de Criciúma, Tubarão e Lages, além de membros da Cáritas de cada região. No total, 50 pessoas participaram das atividades. Também acompanhou o intercâmbio a gerente de programas sociais da Petrobras, Marcia Magalhães, que conheceu de perto as atividades e os Empreendimentos de Economia Solidária (EES) que participam do projeto.

No primeiro dia, os debates foram divididos em dois eixos principais. Os especialistas da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI) Édson Silva e Maristela Scarabelot coordenaram os trabalhos do primeiro eixo: qualidade de produção, relação produtor/consumidor, organização dos grupos para comercialização e cooperativismo. Para as discussões sobre o segundo eixo – sobre redes, cadeias, circuitos e feiras de comercialização, relação com as políticas públicas –, foram convidados Elizandra do Nascimento, da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma e membro do Fórum de Economia Solidária da região, e Luciano de Melo Philippi, Engenheiro Agrônomo e Assessor Territorial de Gestão Social do Território Rural Serramar.

A atividade proposta para o dia de encerramento do encontro de intercâmbio foi a visita a um EES que é associado da Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar de Nova Veneza (Coofanove), com o objetivo de que os grupos conhecessem  as atividades e os resultados dos dez anos de história da Cooperativa, que produz massas, pães, sucos, licores, vinhos, cachaça, entre outros produtos.