Embalando biscoitos

Aproveitando as festividades da Páscoa, o grupo Art’Mulher de Lages decidiu iniciar a produção de ovos de chocolate. Além disso, as mulheres do grupo iniciaram a produção de bolos, pães, sequilhos e lanches em geral que são comercializados na própria comunidade.

Durante o mês de março o grupo começou a produzir no Centro de Desenvolvimento Solidário e Comunitário do bairro Novo Milênio em Lages, inaugurado em fevereiro.

Segundo Silvana Correia, “a aceitação da comunidade aos produtos tem sido muito boa, muitas pessoas compram os produtos no intuito de ajudar o grupo, sendo assim sempre querem informações sobre o processo de fabricação dos alimentos”, afirma a integrante do grupo.

O que era apenas um sonho até pouco tempo atrás se transforma em realidade concreta com o espaço do Centro de Desenvolvimento que conta com uma cozinha equipada e espaço organizado para o trabalho. Silvana afirma que “os esforços da Cáritas Diocesana está sendo de fundamental importância para o esclarecimento das questões de planejamento e transparência financeira.”

Com o desenvolvimento do trabalho realizado pelo grupo, percebe-se ao longo dos dias que vai se construindo efetivamente espaços solidários que representam a vida em comunidade, proporcionando de fato mudanças positivas não somente no aumento da renda das famílias, mas na melhoria da convivência familiar e comunitária.

Para a articuladora do projeto que acompanha os trabalhos do grupo, Maria Aparecida da Fonseca “O funcionamento das atividades do projeto representa, não somente a mudança na situação econômica, mas sim também a emancipação e a mudança da realidade das nossas mulheres empreendedoras”.

mulheres trabalhadoras do Grupo Art' Mulher de Lages/SC

O curso de psicologia da UNIPLAC, através de estagiárias vem acompanhando o grupo, juntamente com membros da Cáritas Diocesana de Lages, no sentido de auxiliar o grupo na busca de caminhos emancipatórios a partir do enfrentamento dos conflitos e desafios que vão aparecendo e, sobretudo na construção de relações familiares e comunitárias mais harmoniosas e solidárias.

Por Louise Siqueira, da equipe da Cáritas Diocesana de Lages.