No dia 28 de abril, Caçador sediou o II Seminário Estadual de Gestão de Risco do Projeto de Prevenção de Emergências que vem acontecendo desde julho de 2011, nos municípios de Caçador e Rio do Sul e mais nove municípios do Rio Grande do Sul. O projeto é realizado em conjunto pelos regionais Rio Grande do Sul e Santa Catarina da Cáritas Brasileira financiado pela Cáritas Alemã. Em SC o projeto acontece em dois municípios: Caçador e Rio do Sul e são acompanhados pelas Cáritas Diocesanas dessas regiões.

Na oportunidade participaram 44 pessoas, contando com a presença de representantes da Defesa Civil de Caçador, Secretaria Municipal de Agricultura, Secretaria Municipal de Saúde, Associação de Moradores, Polícia Ambiental, Pastorais Sociais, Cáritas Solidariedade, Cáritas Diocesana de Caçador e Rio do Sul, Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, das três comunidades atendidas pelo Projeto: Berger/Cibrazem, Vila Paraíso/Rua Tiradentes e Bom Sucesso/Monge João Maria, e ainda, com pessoas dos municípios de Florianópolis, Aurora, Laurentino e Palhoça.

O Seminário foi um espaço de debate, com a apresentação do Projeto de Prevenção de Emergências, tendo como tema principal a Questão Ambiental e a Gestão de Risco. Assessorou a atividade, Simone de Jesus da ASA – Ação Social Arquidiocesana de Florianópolis e Major Edir de Souza, assessor da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina.  Antônio Passos da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina partilhou experiências de trabalho com pessoas atingidas por algum evento climático. Sérgio Eloi Bizoto, coordenador da Defesa Civil de Caçador relatou o trabalho desenvolvido no município. Os participantes puderam esclarecer dúvidas e relatar experiências em um momento de plenária final.

Esta atividade foi um momento rico de debate e reflexão sobre o papel de cada um e também das entidades em meio às mudanças climáticas que se apresentam cada vez mais frequentes e intensas e que atingem com toda força principalmente aquelas camadas mais fragilizadas e vulneráveis da sociedade. Neste sentido, percebe-se que o compromisso assumido pelo Projeto é grande, mas que vai de encontro ao objetivo principal que é o da Prevenção de Emergências.

Por Marilene Cristiane Goetten de Oliveira, articuladora do Projeto de Prevenção de Emergências