No dia 30 de janeiro aconteceu a I Etapa do Curso de Gestão e Viabilidade Econômica para Empreendimentos de Economia Solidária – Fase II, na região de Florianópolis, pelo projeto “Fortalecendo Experiências de Economia Solidária (FORTEES)”. Nesta primeira etapa do curso se buscou trabalhar o significado e origem da Economia Solidária e a identidade dos empreendimentos. O curso contou com a assessoria de Aline Justino, assessora pedagógica do projeto FORTEES, na Cáritas Brasileira Regional de Santa Catarina.

A atividade aconteceu na Capelinha da Pastoral Carcerária, anexo ao presidio de Florianópolis e reuniu quatro grupos que estão sendo acompanhados pelo FORTEES: Associação dos Usuários do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS; Associação de Artistas e Artesãos do Sul da Ilha (grupo de usuários do CRAS – Rio Tavares); Projeto Estampa Livre (Pastoral Carcerária) e Programa Mesa Brasil do SESC, representado pela assistente social e três expositoras das feirinhas da Solidariedade do SESC.

Durante o curso, cujo objetivo foi debater e aprofundar a temática sobre Economia Solidária; qualificar os empreendimentos de economia solidaria na autogestão e a viabilidade econômica através do aprimoramento das técnicas de gerenciamento e de um plano de negócios, e o funcionamento e melhor organização dos empreendimentos, ficou evidente o quanto é importante esses espaços de troca de informação entre participantes e assessoria, através dos vídeos apresentados, resultando em significativas reflexões e aprendizados.

A participação de quatro detentos do presídio durante todo o curso, demonstrou o interesse e a curiosidade dos mesmos, que acreditam na possibilidade de uma profissão respeitada e digna.

O curso e o projeto como um todo, têm a intenção de favorecer condições de reflexões e práticas em Economia Solidária contribuindo, assim, para uma maior consciência de que “Outra Economia é Possível”.