A partir do mês de maio de 2014 as membros de três empreendimentos do município de Cerro Negro, dois deles localizados no interior do município, Reassentamento Campinho e Associação Nossa Senhora Aparecida (Comunidade Cruzeirinho), ambos trabalham com artesanato e costura, firmaram a parceria com o Grupo de Mulheres Cerro Negro que passa por um momento de reestruturação da participação das membros.

O espaço de produção e comercialização do Grupo de Mulheres é na sede do município, portanto será o ponto de comercialização e armazenamento dos produtos desenvolvidos pelos demais empreendimentos. Os EES estão motivados a criar um espaço comum de comercialização de Economia Solidária no município e iniciaram os diálogos com a gestão pública municipal.

Com essa iniciativa articulada entre o projeto Fortees, empreendimentos e poder público esperamos melhorar a publicidade, participação e comercialização da Economia Solidária em Cerro Negro para que possa ampliar a rede Ecosol em toda a região serrana.

Pe. Guilherme Marcon Arantes