CABEÇALHO SITE

“Quando a gente abre os olhos, abrem-se as janelas do corpo, e o mundo        

aparece refletido dentro da gente” Rubem Alves.

O primeiro Encontro para criação do Fórum de Economia Solidária do Alto Vale do Itajai foi realizado na tarde da última terça-feira (8/9), no auditório da Catedral de Rio do Sul.

A articuladora do projeto Fortalecendo Experiências de Economia Solidária (FORTEES), Zenir Gelsleichter, conduziu os trabalhos e propôs uma dinâmica para pensar a EcoSol a partir de uma colcha de retalhos, apresentando as suas  variadas formas, cores, costuradas por muitas mãos, em diferentes momentos do processo de produção. Assim também é a Economia Solidária, com seus mais diversos grupos constitui uma rede diversa de conhecimentos e produtos.

Participaram do encontro diversos atores da EcoSol na região. Além dos EES AFAE e Ágape, estiveram presentes integrantes dos CRAS do município de Rio do Sul, da Secretaría da Assistência Social de Alfredo Wagner, da Cooperfavi, do Centro de Motivação Ecológica e Alternativas Rurais (CEMEAR), e da Cáritas Diocesana de Rio do Sul.

A reunião contou com a assessoria da Fabiana Lessa, coordenadora do FORTEES,  que contextualizou a situação dos Fóruns  em Santa Catarina, e tratou do processo de formação e articulação que se fazem necessários para que a construção deste espaço prospere.

“O evento representa uma considerável conquista para a região, a partir da adesão dos participantes que mostraram-se bastante motivados e disponíveis”, enfatizou Zenir.

Foram formadas equipes de trabalho para proporcionar a oficialização do Fórum de Economia Solidária do Alto Vale do Itajaí, durante a Feira Regional de Ecosol, que vai acontecer nos dias 9 e 10 de outubro.

“Com o olhar voltando-se para o horizonte, nossa expectativa é de que os grupos de Economia Solidária em todo o Auto Vale possam consolidar este espaço de discussão com o poder público e entidades de apoio, para fomentação e comercialização dos produtos da EcoSol”, conclui a articuladora do FORTEES.