No início de agosto (01), 15 pessoas, representando os grupos de economia solidária da região de Rio do Sul participaram da 5ª etapa do Curso de Gestão e Viabilidade Econômica do projeto Fortalecendo Experiências de Economia Solidária em Santa Catarina. O projeto, promovido pela Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina, tem patrocínio do Programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania da Petrobras e conta com apoio da Cáritas Diocesana de Rio do Sul na execução local.

Participantes na dinâmica de comercialização

Os participantes desta etapa do curso discutiram sobre a implementação do plano de marketing e da importância que isso tem na organização dos grupos. As estratégias de marketing são meios os grupos têm de organizar as informações e atributos dos seus produtos, à logística de distribuição e produção, à composição do preço e as maneiras para promover esses produtos no mercado através da divulgação, vendas, etc.

Nos grupos de economia solidária a venda se faz direto aos consumidores e como a grande maioria desses grupos não dispõe de grandes recursos para a elaboração de pesquisas de mercado, o segredo está na conversa, nos relacionamentos diretos com os consumidores, etc. São eles que dirão se o produto atende as suas expectativas, que vai sugerir melhorias, conseguindo assim a satisfação desse consumidor. Cabe ao gestor ter essa habilidade, desenvolver essa ligação com o mercado consumidor.

Participantes da 5ª etapa do curso de gestão e viabilidade econômica da região de Rio do Sul

O plano de marketing está ligado a todo o processo de produção dos produtos, desde a determinação de o que produzir? De forma produzir? Como embalar? Quais as ideias que queremos transmitir? Onde queremos atuar? De que forma queremos ser vistos? Quais os nossos diferenciais? Esses foram alguns questionamentos lançados no decorrer desta etapa do curso.

Todos esses assuntos foram abordados de forma dinâmica e interativa, o que proporcionou, além do conhecimento teórico, uma troca de experiências, incentivo para continuar melhorando, clareando o caminho e acima de tudo mostrou mais uma vez que essa economia é possível sim.

Por Fabiane Gambeta, articuladora local na região de Rio do Sul.