A região Sul de Santa Catarina, nos últimos meses, tem convivido com uma nova realidade marcada pela chegada de diferentes grupos de imigrantes que já somam 1,4 mil entre haitianos, ganeses, senegaleses, moçambicanos e cabo-verdianos, dentre outras etnias. Diversas entidades se organizam para debater a questão das imigrações, principalmente na região Carbonífera, em busca de uma reflexão e aprofundamento acerca desta demanda de imigrantes que chegam em busca de oportunidades.

Com o intuito de se apropriar do debate sobre os fluxos migratórios, será realizado, no dia 28 de julho, o 1º Fórum das Imigrações do Sul de Santa Catarina, com a finalidade de conhecer as situações enfrentadas pelos imigrantes e pela sociedade, de modo a encontrar soluções conjuntas referentes à acolhida, legalização de documentos, obtenção de emprego, cumprimento da legislação brasileira, como também, compreender o papel das entidades de direito e do poder público. Além desses objetivos, o fórum tem o interesse em compreender os processos da legislação migratória a partir dos tratados internacionais e construir um processo de debates sobre as imigrações no sul de Santa Catarina através da criação do Fórum Permanente das Imigrações.

Com início às 14 horas e término às 19h30min, o fórum será realizado no Auditório da Paróquia São José, ao lado da Catedral, em Criciúma. Dentro da programação, haverá a “Mesa de Diálogo sobre Imigrações”, que abordará “Um olhar sobre o panorama das imigrações no Brasil”, com a participação da secretária executiva do Setor Mobilidade Humana da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Irmã Rosita Milesi, que apresentará um panorama sobre as questões humanitárias e solidárias. Outros aspectos a serem abordados são “Um olhar sobre as imigrações na região Sul”, com o objetivo de compreender quem são os imigrantes e a causa de sua imigração para a região e “Sobre a Legislação dos Imigrantes”, com a participação da OAB, buscando entender a relação da legislação e tratados internacionais das imigrações.

As entidades interessadas em participar do debate deverão entrar em contato para confirmar presença e tirar dúvidas pelo e-mail: forumimigracoessul@gmail.com ou pelos telefones da Cáritas Diocesana: (48) 3433 1581 e 9928 6992.

As entidades que respondem pela realização do 1º Fórum das Imigrações são: Cáritas Diocesana, Diocese de Criciúma, Associação dos Municípios da Região Carbonífera, Assistência Social da Prefeitura de Criciúma, Ordem dos Advogados do Brasil, Grupo Corrente por Gana, Movimento Sindical da Região de Criciúma, Conferência dos Religiosos do Brasil, Cruz Vermelha, Grupo Afro, Mandato do Vereador Dr. Mello, Coordenadoria de Promoção de Igualdade Racial de Criciúma e Anarquistas Contra o Racismo.

COLABORAÇÃO:
Texto: Rodrigo Szymanski – Cáritas Diocesana
Fotos: Bibiana Pignatel – Diocese de Criciúma