A Cáritas Diocesana de Criciúma realiza a Semana da Solidariedade pelo quarto ano consecutivo. Este ano a entidade desenvolve a temática sobre “O Estado, para quê e para quem? Com a proposta de refletir a garantia de direitos e deveres à população, especialmente a mais empobrecida.

Para a disseminação do tema, foram realizadas formações nas paróquias e comunidades. “Queremos discutir com as pessoas e refletir que todas as pessoas são iguais em direitos e deveres. Independente da classe social, todos somos irmãos. Ninguém é uma ilha, somos solidariedade”, afirmou o presidente da entidade, Pe Wilson Buss.

A Semana da Solidariedade é uma atividade que ocorre em todo o Brasil no mês de novembro.

“A semana nacional é comemorada nos primeiros dias de novembro, porque no dia 12 é o aniversário da Cáritas Brasileira. Mas a data fica a critérios das entidades para celebrar a solidariedade”, explicou o presidente.

Na programação das ações da Cáritas Diocesana, três eventos são incorporados. O encontro Zumbi Afro, realizado no final de semana próximo ao dia da Consciência Negra; a Feira Solidária, que reúne empreendimentos de economia solidária acompanhados pela entidade; e o Fórum Ampliado Lixo e Cidadania, que busca como encontro discutir com catadores a inclusão social.

Por Morgana Rosso, jornalista e articuladora local na região de Criciúma.