A Cáritas Brasileira inaugurou no dia 30 de junho de 2014, no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, o Centro de Referência em Direitos Humanos “Estamira Gomes de Sousa” de Florianópolis/SC.

O projeto é fruto da parceria entre a Cáritas Brasileira e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e assumiu o desafio de disseminar a cultura dos direitos humanos no município de Florianópolis e adjacências.

O evento de inauguração contou com a presença de cerca de 100 pessoas, representando diversos movimentos sociais, sindicatos e entidades da sociedade civil. Parlamentares da Assembléia Legislativa e do Ministério Público do Estado de Santa Catarina fizeram uso da palavra e se colocaram à disposição para a consolidação da implantação deste Centro de Referência.  Integrantes de movimentos sociais retrataram suas lutas incansáveis pelo acesso aos direitos humanos da população de periferia.

O coordenador local do Centro de Referência em Direitos Humanos – CRDH, Hamilton Barreto, posicionou o serviço enquanto articulador de órgãos do estado e da sociedade civil, responsáveis pela promoção, defesa e controle social para a efetivação dos direitos humanos da população de Florianópolis. Também comprometeu o CRDH de dar visibilidade às situações de violações de direitos da população que chegarem ao conhecimento dessa política pública em construção. Conforme explica o coordenador local do CRDH, “manteremos diálogo estreito e direto com a população nos seus territórios de moradia e também com as instituições de promoção e defesa dos direitos humanos, estaremos num espaço privilegiado para indicar as necessidades a serem supridas em cada território por onde atuarmos”.

O fechamento do evento se deu através da fala da Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Exma. Sra. Ideli Salvati. Por ser natural do Estado de Santa Catarina, ela fez memória do histórico de lutas dos movimentos sociais no Estado. Trouxe também a importância da consolidação de iniciativas da implantação dos Centros de Referência em Direitos Humanos em todo o território nacional, recordando que já são 28 Centros, sendo 3 desde em Parceria com a Cáritas Brasileira.

Por fim, a Ministra-Chefe foi à casa onde funcionará o Centro de Referência em Direitos Humanos para cortar a faixa e oficialmente dar início às atividades desse serviço.

Equipe Técnica do CRDH Estamira Gomes de Sousa