Aconteceu no dia 30 de agosto no Plenarinho da  Câmara Municipal de Caçador, O 3º Seminário Estadual de Gestão de Risco e Prevenção de Desastres, contou com a presença de membros dos Conselhos de Defesa Civil, Cáritas, representantes das comunidades atendidas pelo projeto, representantes do Poder Púbico, das Secretarias Municipais, lideranças políticas e religiosas. O encontro faz parte do Projeto Prevenção de Emergências, Construindo Comunidades mais Seguras, com atuação no município desde 2011,  é  coordenado pela Cáritas Diocesana de Caçador  onde  vem realizando várias  ações de formação, mobilização e práticas pedagógicas, resgate da cidadania, em três comunidades município, Rua Tiradentes,Comunidade  Monge João Maria, Comunidade Cibrazem.

O Professor Marcos Ferreira da Universidade Federal de Santa Catarina e assessor da Cáritas, ministrou o encontro  falando sobre os elementos necessários para uma boa atuação  no âmbito da proteção e defesa civil; ressaltando a necessidade não só de abrigos dignos, como a necessidade de empreender todo esforço para amenizar o sofrimentos desabrigados,inclusive com assistência psicológica para mesmos. Também ressaltou  a   importância do protagonismo dos afetados, pois, muitas vezes deixam de ser considerados como pessoas sendo apenas números de estatísticas,  eles não devem ser tratados como “coisa” e sim como sujeitos. Todo o trabalho do abrigo deve ser realizado por eles, alimentação limpeza e outros. Por isso, a importância de toda sociedade estar preparada. Houve uma ampla discussão sobre a responsabilidade da sociedade civil e dos governos. Marcos ressalta que há muita verba federal não só para prevenção mas também na resposta, o problema que esses recursos não são fiscalizados e dificilmente chegam ao seu destino, sendo essencial o controle dos recursos.

Na ocasião o diretor da Defesa Civil de Caçador, Sérgio Eloy Bisotto, apresentou o projeto e as parcerias da defesa civil para o plano de contingência do município, mostrando os trabalhos que vem sendo realizados e o que ainda precisa ser estruturado.

Os participantes elogiaram a iniciativa do Seminário, a maneira como foi conduzido pelo assessor, ressaltaram  a importância  de esclarecimento e debates como esse.  Visto a relevância  do tema, solicitaram outros seminários para aprofundá-lo,